TROMBOSE VENOSA PROFUNDA...COMO INDENTIFICAR, TRATAR E PREVENIR

#UnidosSomosMaisFortes

16/07/2016

Problema ocorre principalmente nos membros inferiores


Geralmente associada a longos períodos em que o corpo fica parado — por isso também conhecida como "síndrome da classe econômica" —, a trombose venosa profunda é uma doença potencialmente grave que pode atingir qualquer pessoa. 

Caracteriza-se pela formação de um coágulo dentro de uma veia, bloqueando o fluxo de sangue. O problema ocorre principalmente nos membros inferiores.

TROMBOSE VENOSA PROFUNDA

COMO IDENTIFICAR

Os primeiros sinais são dor muscular e inchaço, normalmente em uma só perna.

A pele na região afetada também pode mudar de cor, ficando azulada ou avermelhada.

O problema pode ser atribuído a uma destas
três causas:

lesão nas veias (fruto de uma cirurgia ou uma batida forte, por exemplo), diminuição no fluxo sanguíneo (chamada de estase venosa, o que pode acontecer se o corpo fica muito tempo parado) ou alterações na constituição do sangue (a hipercoagulabilidade, que pode ser causada por predisposição genética, tabagismo e uso de contraceptivos, entre outros).

A trombose costuma aparecer primeiramente na panturrilha, mas pode também surgir ou se espalhar para as veias da coxa.

COMO PREVENIR

O mais importante é manter-se ativo e saudável. Pessoas dentro do peso recomendado, que pouco bebem, não fumam e praticam exercícios regularmente têm menos risco de ser atingidas pela doença. 

É fundamental movimentar-se em períodos que pressupõem alguma imobilização, como longas viagens de avião, trem e ônibus ou dias de repouso – após uma cirurgia, por exemplo. 

Breves caminhadas ou curtos movimentos
com foco na panturrilha costumam ser suficientes. 

Recomenda-se evitar ficar parado
na mesma posição por mais de uma hora.

Fatores de risco

Além de ficar sentado em assentos apertados ou deitado por muito tempo, outros fatores que podem levar à trombose são a baixa ingestão de líquidos e o consumo excessivo de álcool. 

Ter tido algum caso da doença na família também aumenta o risco. 

Presença de varizes, obesidade, uso de hormônios e sedativos são possíveis responsáveis pelo problema.

COMO TRATAR

A trombose venosa é tratada, principalmente, com medicamentos. 

Os anticoagulantes, que diluem o sangue, ajudam a desobstruir as veias e evitar que a doença se agrave. São necessários meses de medicação até que a situação melhore.

Consequências

Se não tratado, o coágulo pode se espalhar e, na situação mais grave, chegar ao pulmão, causando uma embolia – quando um vaso sanguíneo do pulmão é obstruído por um coágulo de sangue. 

A embolia pulmonar pode matar.





Postar um comentário